quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Corrida das Academias e Panamericana




    














      Passado o nervosismo da estreia na Nike Human Race 25/10/2009, já de olho no calendário das corridas de rua no final de ano de 2009, comecei minha preparação para duas corridas de 10 km nos dias 22/11 e 29/11 de 2009, corrida das Academias e Panamericana, respectivamente. Nesse primeiro momento, a minha preocupação era exclusivamente emagrecer e sair do sedentarismo funcional.  As coisas iam muito bem, o corpo estava enxugando, o treino estava puxado, seis vezes por semana, média de 40 km semanais. Não estava fazendo nenhum trabalho específico para ganhar velocidade, ainda me sentia pesado e não seria prudente um trabalho neste sentido, pois o risco de lesão era eminente. Dia 21/11/2009, retirada do kit no Estádio do Maracanã, tamanho G, peso atual 87 kg, 7 kg a menos na carcaça. O negócio estava ficando gostoso, estava muito motivado, já começava a me enxergar com meu peso de solteiro 74 kg. Vamos com calma professor Luisinho! Certo! Devagar se vai longe e eu sabia que podia ir mais longe. Quando coloco um objetivo na cabeça sai de baixo, vou firme até conseguir. Minhas roupas já estavam bem largas e já estava na hora de renovar o guarda-roupa. Sai do GG e entrei no manequim G. Minha mudança de hábitos já estava chamando a atenção dos familiares, amigos e fofoqueiros de plantão. Rsrsr 
     Dia 22/11/2009, 08h30min h, horário suicida para correr na cidade do Rio de Janeiro, fazer o quê?  Dada a largada, sol na moleira, pernas pesadíssimas do volume de treino. Lá estava eu, correndo minha primeira prova no Aterro do Flamengo, no meio do povo, jovens, adultos, senhores e senhoras, cada um dentro do seu ritmo. Muito vovô e vovó me colocando no bolso, me deixando comendo poeira. Pensava! Quero chegar nessa idade com esse pique e com essa vitalidade toda. 09h00minh, metade do percurso comprido e o calor estava insurpotável. Juro que pensei em parar. Tomei água, me refresquei com água na cabeça para minimizar o calor e prossegui até a linha de chegada, fechando em 01h08min: 57 h  para vencer mais esse desafio. Precisava de sombra e água fresca. Ao chegar a casa nem consegui almoçar de tão acabado que fiquei. Comi uma barra de cereal e apaguei, o calor tinha me castigado muito.
    Após acordar com o corpo todo dolorido,  já estava pensando em uma estratégia para o próximo domingo, corrida Panamericana 10 km. Nenhum treinamento específico para essa corrida, apenas reduzir o volume e rezar para que no próximo domingo chovesse ou o tempo estar nublado. Para minha felicidade chuva no sábado e nublado no domingo. A largada foi às 08h00min h em ponto no Aterro do Flamengo. O tempo estava ótimo, nublado e com chuviscos, ideal para correr e quebrar recordes pessoais. Foi o que aconteceu, cruzei a linha de chegada em 01h02min: 33 minha melhor marca. Era apenas minha terceira corrida e última no ano de 2009. Dezembro teria algumas corridas, mas optei apenas por intensificar meus treinos e começar o ano de 2010 mais magro e com a corda toda. Terminei o ano com 82 kg, com três medalhas no peito e com meu ego nas alturas. Na próxima postagem farei um breve resumo sobre o ano de 2010, frisando todas as minhas participações na temporada, meus melhores resultados e da minha lesão. Boas leituras, bons treinos, boas corridas! Obrigado pela visita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário